Contos,Crônicas e Poemas de Ed.
Literatura, a arte que liga as pessoas o mais distante que elas estejam.
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Áudios

Musa Ingrata
Data: 12/05/2018
Créditos:
Música: Léo Moraes
Letra: Ed Ramos

Musa Ingrata
No Aconchego à sua espera
Ornamentado dos meus versos prontos
O garçom tomba a gabriela
A companheira dos meus contos

Quero mostrar a minha obra-prima
Textos sem formas e de poucas  rimas
Você me serve um bolo solado
E nem sequer se aproxima

Desprezou o nosso encontro marcado
Desprezou o menu de robalos
Desprezou o Vinho do Porto
E desprezou o conto engraçado

À margem do Perequê-Açu
Perdeu o voo das  garças
Os doces dos meninos caiçaras
E na praça, o show de blues

Musa Ingrata, dona da minha paixão
Morena da mata, monarca do verão

Enviado por Ed Ramos em 12/05/2018



Comentários