Contos,Crônicas e Poemas de Ed.
Literatura, a arte que liga as pessoas o mais distante que elas estejam.
CapaCapa TextosTextos ÁudiosÁudios E-booksE-books FotosFotos PerfilPerfil Livros à VendaLivros à Venda PrêmiosPrêmios Livro de VisitasLivro de Visitas ContatoContato LinksLinks
Áudios

Atemporais Versos de Amor
Data: 05/06/2018
Créditos:
Música: Léo Moraes
Letra: Ed Ramos

Atemporais Versos de Amor
Escrevi tantos poemas para ti
O que falava daquelas cenas de cinema
O da andorinha só da morena
E o da acrobata sereia

Risquei nas areias de Paraty
Várias estrofes da natureza
Como a que o monte se esconde
Para o céu expor a tua beleza

Cantei versos de choro
Como o que o aconchego
É um bar à beira do rio
E um lugar onde me fazes chamego

Por toda vida haverá poesia
Todavia se um dia o meu mundo acabar
Permanecerá a minha grafia
Nos bares ou na beira do mar
Enviado por Ed Ramos em 22/04/2018



Comentários